05/08/2007

ADOTADOS PELA ESCURIDÃO DA NOITE

A noite cai sobre a cidade falida.
E a escuridão desaba sobre nós.
Tenho medo de encontrar o que não estou procurando.
Lá no fundo todo mundo tem.
Vem cá, a noite fica mais fria sem você.
Tudo parece menos sem você.
Se eu tivesse te encontrado antes.
Nunca teria escurecido tanto, nunca.
Já faz muito tempo que ando nessa noite.
Observado por damas de conduta duvidosa.
Que elogiam meu perfume, perguntam se estou triste.
Mas se eu tivesse te escolhido à cinco anos atrás..
Talvez fosse diferente mulher...
Eu era mais criança e você mais inocente.
Mas... ao longo da luzes da rua, a caminho de casa, elas sorriem,
Como se fossem felizes. Como se me pudessem fazer.

(poema dedicado a minha menina de todos os sapatos. CB)

Sem comentários:

Enviar um comentário

AVISO: O sistema de comentários está aberto a todos os leitores, no entanto sinto-me no direito de apagar qualquer coisa que julgue ofensiva. Obrigado .