05/08/2007

VAI

Sinto aqui o gosto amargo de meu pensamento.
Não tenho nada para te dar e também não quero nada de você.
A paciência eu joguei fora,
Nunca tive muita mesmo.
Olha agora para traz,
Sinto-me estranho.
Tenho medo do sol, pois quando chega leva a paz.
Sem cumprimentar...

Sem comentários:

Enviar um comentário

AVISO: O sistema de comentários está aberto a todos os leitores, no entanto sinto-me no direito de apagar qualquer coisa que julgue ofensiva. Obrigado .