02/10/2009

MAIS UMA DOSE DE TEQUILA


-Garçom... Por favor, uma vida com o mais fino azedume do limão, está duro de agüentar ver aquele rapaz dançando com aquela mulher. Você enviou a ela aqueles bilhetes que eu pedi que entregasse?
-Claro, Claro! 
-E ela, o que disse?
-Nada!
-Como ela não pode dizer uma única palavra?
-Nada...

Por uns instantes, enquanto eu a via dançar com aquele belo rapaz com cara de amargurado ao som de Noel Rosa, me olhei, fiz uma breve analise, havia comprado a pouco tempo aquela bela camisa azul, achando que me daria mas sorte, não só por ser a minha cor favorita, mais por sempre achar que ela me deixava com uma cara mais feliz e agradável . Então via um sujeito que bebia tequila e tinha uma cara mais triste que a minha... Melhor parar de pensar merdas, ela já está indo embora tenho que pensar algo rápido.

Sem pensar nada direito perguntei ao cara da tequila que dançava com a minha musa inspiradora e passava naquele instante por mim. -Ola, tudo bem? Desculpa perguntar, mas como se chama...? 
E ele antes que eu terminasse, diz “– Não perca seu tempo a chamando...”

Calei-me.


--
Poema paralelo ao do 'O HOMEM MAIS TRISTE QUE JÁ TOMOU UM COPO DE TEQUILA'.
Perspectiva do Encantado, escrito por Augusto Cezar (Don Guto).

1 comentário:

  1. tequila eh uma boa

    esse kra por acaso era ele proprio?

    fiquei meio confuso ao ler

    mas gostei

    ResponderEliminar

AVISO: O sistema de comentários está aberto a todos os leitores, no entanto sinto-me no direito de apagar qualquer coisa que julgue ofensiva. Obrigado .