16/06/2010

AO LADO

Sou animal alado, nunca no chão, nunca parado.
Meu reflexo e história falam por mim, memória.
De terra sou feito, no chão eleito para voar.
Sou animal amado, daquele tipo eu não se encurrala mais.
Não há uma cerca que me prenda e nem parede que me pare.
Na água me deito e no sol me seco para brilhar.

1 comentário:

  1. Você é um dos poucos animais alados, livre para voar aonde bem entender.
    Somos animais sem medo do novo e do desconhecido,
    animais humano.
    www.carlosbranco.com.br

    ResponderEliminar

AVISO: O sistema de comentários está aberto a todos os leitores, no entanto sinto-me no direito de apagar qualquer coisa que julgue ofensiva. Obrigado .