05/02/2011

MAIS QUE SEI

Me encontro em uma sala escura,
cercado de bons amigos, novos e velhos, mas não muitos, exatos 3.
Juntos somos algo, separados somos pessoas.
Nas minhas mãos tenho um instrumento de cordas,
e a frente há um microfone.

Aqui deixamos a música ser a rainha.
Amo esse momento, como amo viver.
O prazer desses dias é remédio para a solidão de outros tempos.
Onde o frio machucava a pele e intimidava a alegria.
Saudades tenho também, terei sempre do que foi bom e do que ainda é.

Mas agora estou aqui, e o resultado arrepiada a pele,
sinto-me enorme e ao mesmo tempo quase nada.
Sinto-me importante ao mesmo tempo que sou parcela.

Aqui somos deuses a distorcer o que nos diverte,
deixando lá fora, tudo aquilo que nos impede de ser uma coisa só.

Aqui somos tudo, sobre a guarda da rainha.

Sem comentários:

Enviar um comentário

AVISO: O sistema de comentários está aberto a todos os leitores, no entanto sinto-me no direito de apagar qualquer coisa que julgue ofensiva. Obrigado .